Como a Imagem Gerada por Computador (CGI) pode mudar sua campanha de Marketing?

Posted on

No marketing, quanto mais demorado for o lançamento de um produto ou serviço, mais rapidamente a empresa perde posições para a concorrência (o lema “devagar e sempre”, portanto, não se aplica aqui). Igualmente verdadeiro é o fato de que quanto menos atraente for a apresentação do produto e/ou serviço, maiores serão as chances de outra empresa se destacar no mesmo nicho de mercado que o seu (uma imagem vale mais do que mil palavras, não é mesmo?).

Então, se lentidão não combina com marketing e se campanhas com imagens atrativas chamam a atenção de seu público, como conseguir agir rapidamente e causar impacto nos seus futuros e atuais clientes – tudo isso sem depender totalmente de outras áreas – de uma maneira que não traga mais custos para o setor? A resposta está numa técnica conhecida como Imagem Gerada por Computador.

O que é Imagem Gerada por Computador?

Do termo em inglês Computer Generated Imagery (ou simplesmente CGI), Imagem Gerada por Computador é a criação de conteúdo visual animado por meio de um software de imagem.

Trata-se de uma técnica utilizada para diversos fins, como marketing, publicidade, modelagem anatômica, videogames, design, engenharia, arquitetura e efeitos especiais de filmes. Além disso, a imagem gerada por computador tem aplicações em Realidade Aumentada (AR) e Realidade Virtual (VR).

Para você entender melhor, dizemos que graças ao CGI é possível fazer com que o irreal se transforme em real, permitindo que o marketing tenha flexibilidade para apresentar seus produtos exatamente como a empresa deseja que seus atuais e futuros clientes os vejam.

Aliás, o Computer Generated Imagery pode estar por trás daquela imagem nítida e perfeita de um anúncio que você viu na internet, ou daquele comercial na TV apresentando o último modelo de um carro que você quer tanto comprar. Então, seja para fazer aquelas explosões em filmes, ou para apresentar uma pasta de dente, o CGI faz muito mais parte da sua vida do que você pode imaginar.

Como queremos que você entenda bem do que estamos falando, apresentaremos dois cenários: o das Campanhas de Marketing sem CGI e o das Campanhas de Marketing com CGI.

 

Cenário 1: Campanha de Marketing sem CGI

Para exemplificar, imagine que você tenha contratado uma empresa de foto e filmagem profissional. Após diversas sessões e incontáveis edições, a diretoria não ficou nada satisfeita com as imagens finais. O resultado disso? A necessidade de uma refilmagem que custará uma boa grana adicional.

Marketing sem CGIDias depois, com as novas imagens já prontas para serem impressas e irem ao ar, a equipe de desenvolvimento de produto teve que realizar uma pequena alteração na embalagem. Essa alteração, apesar de mínima, já causou uma enorme diferença na aparência do produto. Você e sua equipe se dão conta de que precisarão de novas imagens em ângulos diferentes.

Além disso, o seu público gosta de viajar e o que você queria mesmo era uma imagem na frente da Torre Eiffel. Mas, como você sempre pensou, campanhas desse tipo são coisas de empresa grande. Será?

Cenário 2: Campanha de Marketing com CGI

Em primeiro lugar, se desde o início você tivesse optado por CGI, teria obtido imagens do seu produto sem que ele precisasse estar 100% acabado, pois apenas o desenho CAD seria suficiente.

Para completar, a mesma Imagem Gerada por Computador pode ser rapidamente inserida em várias campanhas, incluindo comerciais de TV, anúncios impressos e digitais, sites e vídeos, sendo adaptada para o objetivo de cada meio. Sabe aquela pequena alteração que a equipe de desenvolvimento de produto fez? Pois bem, com o CGI manipulações, alterações e atualizações são realizadas em questão de minutos.

O Computer Generated Imagery custa bem menos do que as sessões de fotos e as edições a que sua equipe pode estar acostumada. Isso porque a técnica elimina aquela necessidade de equipes de filmagens numerosas (e você pode levar seu produto à Torre Eiffel sem sair da sua empresa).

Além de economia de dinheiro, CGI tem a ver com economia de tempo. Imagine que foi lançada uma nova versão do seu produto. É possível pegar a imagem gerada por computador da versão 1.0 e atualizá-la para a 2.0, por exemplo. Mais uma vez, tudo isso sem a necessidade de nova foto ou filmagem (e sem que o marketing precise investir muito tempo nisso, deixando a equipe mais focada em questões estratégicas).

 

Por fim: CGI traz novos horizontes ao marketing

Como você chegou até aqui, já deve ter entendido que as imagens geradas por computador são muito mais vantajosas para sua campanha de marketing. Mas, se você ainda tem dúvida do horizonte que pode explorar com CGI, destacamos que essa técnica vai muito além de imagens estáticas.

Graças ao Computer Generated Imagery e seu modelo 3D, é possível utilizar as imagens para passeios de produtos em seu site, animações e aplicativos para dispositivos móveis. Colocando essas imagens em um ambiente de Realidade Virtual, seus clientes podem testar seu produto e ter uma experiência muito mais próxima do real.

Agora que chegamos ao fim, conseguiu entender melhor sobre como o CGI atua na máxima de que “uma imagem vale mais do que mil palavras” e é totalmente o oposto do lema “devagar e sempre”?

Então, quando pensar em sua próxima campanha de marketing, lembre-se que com imagens geradas por computador você terá o material que precisa de maneira muito mais rápida, com imagens nítidas, atualizadas, melhores acabadas do que os métodos tidos como tradicionais, e no cenário que você deseja (e não naquele que a verba permite). Isso, claro, com economia de tempo e custo.

Gostou do artigo? Deixe um comentário contando o que achou e fique à vontade para compartilhar com seus colegas. Caso queira entender melhor sobre o assunto, entre em contato conosco. Será um prazer conversar com você. Até a próxima!

Category : Animação Técnica, Imagens de Produto, Motion Graphics, Realidade Aumentada, Vídeos de Produto , ,

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *