Análise | Eletrodoméstico & Eletrônicos

Sobre o Benchmark

Pensando em entender melhor como as principais empresas de seus setores divulgam seus produtos e serviços, realizamos um estudo de mercado. A ideia, além de verificar o que está sendo feito hoje, é partir dessa avaliação para darmos algumas sugestões de ações que podem ser feitas por empresas da indústria de Eletrodoméstico e Eletrônicos.

Deixamos claro que sabemos que cada negócio possui sua própria estratégia. Nosso olhar aqui é de alguém de fora, que se propôs a fazer a seguinte pergunta: como os principais players do setor de Eletrodoméstico e Eletrônicos se comunicam hoje e como empresas como a suapodem se diferenciar em 2021?

Esperamos que neste material você possa ter algumas ideias inspiradoras.

Boa leitura.

Metodologia de Pesquisa

Para o estudo, as equipes de marketing e de inteligência de mercado da Signia se basearam nos seguintes critérios:

Pontos de Referência

  • Líderes de Mercado
  • Inovadores

Critérios de Pesquisa

  • Site
    • Layout
    • User Experience
    • Interação
    • E-commerce (B2C)
  • Mídia Social
    • LinkedIn (B2B)
    • B2C
      • Instagram
      • Facebook
      • Youtube

Perguntas

  • Quem são essas empresas?
  • O que elas fizeram em 2020?
  • Como é a estratégia de comunicação online?
  • Como melhorar e invar em 2121?
  • Quais tendências para 2021?
    • Panorama da comunicação

Site

O ano de 2020 nos mostrou que o digital ganhou força e abriu uma série de oportunidades inclusive para o B2B. Como citado em uma pesquisa da CMO: “o valor agregado dos clientes atribuído à experiência digital permanecerá alto e nunca retornará aos níveis pré-pandêmicos.”

Das empresas que avaliamos, o destaque em relação ao site vai para a Apple. Sabemos que a marca é uma referência em marketing, mas vale destacar o motivo: ao acessar o site para visualizar um produto (usamos o Apple Watch como exemplo) a empresa atrai a atenção logo no início, enfatizando o produto em si.

Parece óbvio apontar isso, mas vemos que muitos players acabam deixando de lado a importância de ter um site que mostre, com um rápido olhar, seus produtos e diferenciais.

Além da Apple, destacamos a Huawei, uma marca com pouca presença até alguns anos atrás. O site segue um padrão da Apple (até por ser uma empresa referência), com destaque para imagens grandes e atrativas dos produtos.

Insights da Signia – Site

A experiência do cliente no site é essencial para que o usuário sinta vontade de conhecer mais produtos e de adquirir algo da marca. Sentimos falta de vídeos apresentando aparelhos funcionando e, por isso, acreditamos que empresas que divulgarem materiais em vídeos 3D poderão ganhar na atração.

As imagens também fazem parte de uma boa experiência e ficamos surpreendidos nesse aspecto. Percebemos grandes players com imagens simples e pequenas, o que faz com que o produto saia do foco.

Principais pontos para 2021:

  • Atenção ao site poluído (visualmente sobrecarregado), o qual prejudica a conversão. Mesmo que ele não possua um e-commerce, o site pode ser o primeiro contato com seu produto antes de o cliente ir para uma loja física.
  • Clientes confusos e frustrados não comprarão. Portanto, tenha em mente que investir em uma experiência do usuário é algo crítico para os resultados financeiros.
  • Na análise, também sentimos falta de empresas focadas no engajamento do usuário utilizando estratégias como Realidade Aumentada (AR). Muitas marcas de outros segmentos investem na tecnologia para apresentar aos clientes modelos 3D interativos a fim de que possam examinar os produtos minuciosamente. Conforme a tecnologia AR / VR se torna mais acessível, até mesmo empresas menores podem entrar em ação.

Social Media

  • Instagram / Facebook

Destacamos a presença dos players analisados nas redes sociais. A maioria das empresas divulga imagens com pessoas, confirmando a tendência de humanização de marcas nas mídias. Na nossa análise, boa parte do conteúdo publicado nas redes sociais possui imagens bem elaboradas e que chamam a atenção.

  • Youtube

As marcas analisadas possuem forte presença no Youtube. Uma sugestão para 2021 são os vídeos 360 graus. Quando o potencial comprador pode visualizar detalhes sobre um produto, a tomada de decisão de compra é mais confiável.

Com vídeos em 360 graus os consumidores podem mover o conteúdo e fazer uma análise mais minuciosa, partindo da perspectiva desejada.

  • LinkedIn

O foco do LinkedIn é profissional. Algumas empresas utilizam a rede mais para um engajamento social do que para um foco corporativo. Isso pode ser uma questão estratégica, mas lembre-se que cada mídia tem seu foco.

Insights da Signia – Social Media

As redes sociais se mostram cada vez mais como um canal de relacionamento. A análise dos players nos mostra que as marcas estão buscando tornar-se mais humanizadas (mostrando, por exemplo) pessoas utilizando os produtos, o que acreditamos ser o caminho.

Sentimos falta de vídeos, e destacamos a oportunidade que as empresas podem ter apostando nessa mídia. Como dica de estratégia, por ser um segmento voltado para o B2C, as marcas podem apostar em conteúdo gerado pelo usuário – vídeos, imagens, reviews. Essa é uma das formas mais autênticas de marketing boca a boca digital, sendo considerado como uma ótima maneira para as marcas se tornarem mais acessíveis e relacionáveis com seu público.

Principais pontos para 2021:

  • Redes sociais utilizadas não apenas para humanização da marca, como também para ser uma fonte de informação útil.
  • Conteúdo gerado pelos clientes.
  • Quem toma as decisões é sempre uma pessoa. Portanto, busque humanizar a marca nas redes sociais.
  • Aposte em vídeos 3D.
  • Vídeos 360 graus aumentam o envolvimento autêntico por meio de conteúdo envolvente.
Voltar