Análise: Indústria de Construção e Acabamento

Pensando em entender melhor como as principais empresas de seus setores divulgam seus produtos e serviços, realizamos um estudo de mercado. A ideia, além de verificar o que está sendo feito hoje, é partir dessa avaliação para darmos algumas sugestões de ações que podem ser feitas por empresas da indústria de Construçãoe Acabamento.

Deixamos claro que sabemos que cada empresa possui sua própria estratégia. Nosso olhar aqui é de alguém de fora que se propôs a fazer a seguinte pergunta: como os principais players do setor de Construção se comunicam hoje, e como empresas como a suapodem se destacar em 2021?

Nessa análise incluímos diversas áreas do setor de Construção, como revestimento, hidráulica, metais, acabamentos etc.

Esperamos que neste material você possa ter algumas ideias inspiradoras.

Boa leitura.

Metodologia de Pesquisa

As equipes de marketing e de inteligência de mercado da Signia se basearam nos seguintes critérios:

Pontos de Referência

  • Líderes de Mercado
  • Inovadores

Critérios de Pesquisa

  • Site
    • Layout Gráfico e Impacto Visual
    • Experiência do Usuário (UX)
    • Interação
    • E-commerce
  • Mídia Social
    • LinkedIn
    • Instagram
    • Facebook
    • Youtube

Perguntas

  • Quem são essas empresas?
  • O que elas fizeram em 2020?
  • Como é a estratégia de comunicação online?
  • Como melhorar e inovar em 2121?
  • Quais tendências para 2021?
    • Panorama da comunicação

Empresas analisadas

  • Líderes de Mercado
    • Damme porcelanatos
    • Docol
    • Duratex
    • Rubinettos
    • BiancoGres
    • Mosarte
    • Gauss
    • Roca
    • Deca
    • Santa Luzia
    • Tarkett
    • Arauco
    • Munó
    • Guararapes
    • Saint-Gobain 
    • Gamma
    • Bosch
    • CSM
    • Vonder
    • GMEG
    • Pincéis Atlas
    • Einhell
    • Makita
    • Stam
    • Tigre
    • Votorantim
    • Amanco
    • Taschibra
    • Ingco
    • Stam

Site

Por ser um setor que tem um apelo visual maior para atrair os consumidores e clientes, observamos que os sites possuem um lado mais artístico. Muitas apresentam imagens que chamam a atenção, o que leva uma boa experiência ao usuário.

O destaque da nossa análise vai para a Stam. Além de mostrar fotos bem trabalhadas e uma página leve e com boa diagramação, a Stam deixa claro, já em um primeiro olhar, o que faz (algo que não acontece com alguns dos players analisados, pois em nossa percepção alguns sites não comunicam claramente o negócio da empresa).

Insights da Signia – Site

Ao começarmos nossa análise, esperávamos encontrar experiências de showroom virtual nos sites, justamente pelo fato de que o setor de Construção tem um grande apelo visual. 

Reforçamos a frase de uma pesquisa realizada pela CMO: “o valor agregado dos clientes atribuído à experiência digital permanecerá alto e nunca retornará aos níveis pré-pandêmicos.” 

Tendo isso em mente, sentimos falta de experiências mais imersivas, como é o caso da Realidade Aumentada. Para o setor de construção, a RA pode ser um meio de aproximar ainda mais marca e público, além de ser uma oportunidade de fazer com o que o seu produto vá para a casa do seu cliente. 

Com relação à ausência de showroom virtual, isso passa a ser um indicativo de que empresas do setor podem se destacar em 2021 apostando na estratégia. 

Também observamos que alguns sites eram mais confusos, com muito texto e sem estar explícito em um primeiro momento o que o negócio faz. 

Principais pontos para 2021:

  • Sites mais “clean”: sites que têm um design confuso acabam fazendo com que o usuário perca o interesse de continuar navegando.
  • Experiências imersivas, como a Realidade Aumentada.
  • Imagens e vídeos atraentes.
  • Showroom virtual.

Social Media

  • Instagram / Facebook

Mais uma vez, por ser um setor bem visual, as redes sociais divulgam imagens e vídeos atrativos e de qualidade. Nosso destaque vai para o setor de revestimentos. 

  • Youtube

A maioria dos players analisados tem uma presença boa no Youtube, buscando conversar mais com os clientes através de dicas, apresentação de produtos etc.

  • LinkedIn

Não são todos os players que estão no LinkedIn. Isso pode ser uma questão estratégica, mas mesmo sendo um negócio B2C, a rede pode ser uma boa oportunidade, pois lá também se encontram vários clientes e profissionais da área.

Também observamos que a maioria das empresas do setor de Construção trabalha a comunicação de uma forma mais atraente, buscando criar mais conversas.  

Insights da Signia – Social Media

Como muitas empresas do setor de Construção comunicam tanto para B2B quanto para B2C, o público não é somente técnico (especialmente falando de áreas como acabamento e revestimento). Nesses casos, percebemos que a comunicação visual é melhor.

Todavia, acreditamos que o ideal é juntar o melhor dos dois mundos: nem ser tão técnico e nem só falar somente de produto. Nossa sugestão é aproveitar as redes sociais para mostrar o produto de modo a despertar a curiosidade do cliente.

Principais pontos para 2021:

  • Estratégia híbrida pode trazer mais resultados. Explicando melhor, nossa sugestão é criar um valor humano para a empresa nas redes sociais, mas também mostrar a qualidade dos produtos. Além disso, mostre, em imagens ou vídeos como é fácil utilizar o seu produto.
  • Traga mais foco à sensação do produto. Para isso, aposte nas imagens e nos vídeos 3D.
  • Quem toma as decisões é sempre uma pessoa. Portanto, mesmo sendo B2B, foque sempre na pessoa que visualiza o post.
Voltar