Case de Projeto | Jacto EletroVortex 3030

Jacto atrai olhares em feira com vídeo 3D desenvolvido pela Signia Digital

Presente em mais de 100 países, a Jacto é uma empresa familiar brasileira que produz equipamentos e soluções para agricultura de precisão nos segmentos de pulverização, adubação e colhedoras de café.

Com o objetivo de marcar o lançamento do pulverizador Uniport 3030 EletroVortex na feira Coopavel, a Jacto apostou na Signia Digital para fazer parte da produção do vídeo de produto. O material deveria destacar as principais funcionalidades e tecnologias da máquina. 

Uma das necessidades da Jacto era que o vídeo mostrasse também os componentes internos do equipamento  – algo inviável com uma câmera normal. Para isso, a Signia produziu um vídeo 3D com o auxílio de captação real.

Sobre o Projeto

Ao contrário de alguns casos de lançamento em que o cliente ainda não tem o produto pronto, neste a Jacto conseguiu finalizar a produção da primeira máquina quando os trabalhos com a Signia Digital iniciaram. Isso permitiu que o vídeo tivesse uma mescla de captação real com digital.

“Foi um processo bem interessante. Quando você mescla essas duas tecnologias a nossa mente já não sabe mais o que é real e o que é 3D. As transições no vídeo ficam suaves e não tem como perceber quando muda a tecnologia”, comenta Sérgio André da Silva, coordenador de novos negócios da Signia.

Sérgio conta que essa mistura do real e do virtual fez com que o impacto gerado na feira fosse ainda maior. “As pessoas ficaram abismadas. Elas não entendiam como a câmera conseguiu entrar na máquina. O vídeo viralizou”, lembra.

Para conseguir o resultado desejado, o projeto foi dividido em diversas etapas, dentre as quais destacam-se: 

  • Recebimento e limpeza do CAD: após assinatura do contrato de confidencialidade, a Jacto enviou o CAD da máquina. Os profissionais da Signia trabalharam no arquivo fazendo uma “limpeza”, deixando-o apenas com as informações que precisavam para a produção dos movimentos da máquina e imagens para o vídeo. 
  • Retrabalho (refinamento) e modelagem de peças faltantes: como nem tudo estava no CAD, a modelagem das peças foi feita manualmente por um profissional da Signia. Para isso, foram utilizadas referências (fotos e conversas com a equipe da Jacto).
  • Story Board: definição de como as cenas aconteceriam. 
  • Animação e edição de cena: realizada pelos profissionais 3D. Aqui foi definido o que cada objeto deveria fazer em cada cena, respeitando o funcionamento e os movimentos da máquina. 
  • Animatic: vídeo mais próximo do real, mas ainda bem cru, sem as texturas e sem a renderização. Nesta etapa foram avaliadas se as animações estavam fiéis à vida real.
  • Renderização, áudio e edição

Sérgio ressalta que nenhuma etapa avançou sem a aprovação da Jacto. No total, desde a aprovação da negociação até a entrega do vídeo, foram necessários 30 dias úteis.

Particularidades do Projeto

Para a Signia, a produção deste vídeo teve um diferencial: a mistura do real com o digital.

“Trabalhamos em conjunto com a empresa de marketing (Conteúdo Agro) que fez a captação. Como o tempo era curto, foi um trabalho de parceria. Definimos para onde a câmera ia e de qual direção ela vinha. A partir dessa informação, a Conteúdo Agro fazia as captações no real enquanto produzíamos o 3D aqui. Isso permitiu as transições suaves que chamaram a atenção do público”, explica Sérgio, que elogia: “Foi tudo muito bem orquestrado”.

Desafios

Como a função do 3D é aproximar-se o máximo possível do real, a mecânica da máquina foi um dos principais desafios do projeto. 

“Tivemos extensas conversas com a Jacto para saber exatamente como as coisas acontecem. Sempre buscamos mostrar o real, do contrário, qualquer pessoa com conhecimento no produto consegue apontar as falhas, o que faz com que se perca toda a credibilidade”, aponta Sérgio.

Benefícios do Vídeo 3D para o Cliente

Sérgio explica que para a tomada inicial (imagem abaixo), a Jacto orçou quanto custaria uma captação real. “Só a iluminação do galpão sairia em torno dos 100 mil reais”, conta. 

Além do ganho de capital, se não fosse a tecnologia 3D a Jacto não teria como mostrar o equipamento por dentro. “Não é só economia financeira, mas também o quanto você consegue agregar de valor no produto”, resume Sérgio.

Vale destacar ainda que quando um trabalho como esse é realizado, a Signia passa a ter toda a máquina modelada. Isso significa que qualquer outro trabalho para a Jacto em cima da mesma linha de máquina – sejam ações de Realidade Aumentada, 3D, entre outras – será produzido mais rapidamente.

Próximos Projetos com a Jacto

Com a viralização do vídeo na feira e o excelente feedback obtido de seus clientes, a Jacto sentiu os bons resultados da ação. Por consequência, como adianta Sérgio, a Signia está desenvolvendo dois outros vídeos para a empresa.

Vídeo do Projeto

Créditos

Direção de Arte: Signia Digital & Conteúdo Agro

Atendimento: Sérgio André

Animação e Lookdev: Deucher Júnior

Animação e Lookdev: Denis Bassi

Preparação Técnica: Cadú Puccini

Preparação Técnica: Rafael Nicolazzi

Preparação Técnica: Marcio Engelke

Cases de projetos

Fornecer aos nossos clientes recursos visuais da mais alta qualidade dentro do prazo e do orçamento é nossa maior prioridade.

Saiba mais sobre como o hiper-realismo vem impactando nossos clientes, como nossos projetos são criados e conheça nossos trabalhos mais recentes.

Ver Cases de projetos