3 dicas para melhorar as imagens de produtos da sua empresa

Imagens de Produto

Como melhorar as imagens de produtos da sua empresa

Estejam em catálogos ou e-commerce, elas servem para comunicar efetivamente aos clientes os detalhes dos produtos da sua empresa. São elas que chamam a atenção dos compradores, atraindo os olhares em primeiro lugar.

Por isso, elas são consideradas como embaixadores da marca, fortalecendo-a e tornando-a cada vez mais reconhecível. Em lojas virtuais, elas ajudam os consumidores a terem uma noção melhor do que está sendo vendido. Em catálogos impressos, servem para dar ainda mais visibilidade ao seu negócio. Se você matou a charada, já entendeu quem é a protagonista da nossa história. Estamos falando delas: as imagens de produtos.

Em uma época em que praticamente quase todos nós somos “fotógrafos” com nossos smartphones, temos a vaga impressão de que entendemos sobre ângulos, luz e sombra. Esse entendimento pode até servir para selfies, fotos de viagens ou com amigos e família, mas quando falamos dos nossos negócios, precisamos ter uma atenção especial.

Hora de melhorar as imagens dos seus produtos

Quando o cérebro percebe algo como real é muito mais fácil aumentar o interesse e o engajamento da audiência. Já falamos isso em outra oportunidade, mas aqui destacamos mais uma vez a frase por um motivo especial: fotos de produtos precisam reforçar o máximo possível de sentidos de um item.

Já que uma boa imagem acrescenta autoridade (a qual por sua vez gera confiança do cliente), como podemos melhorar as imagens de produtos? Para responder à questão, confira nossas 3 dicas:

1 – Leve em consideração o fundo da imagem e o contexto

O cenário pode falar muito do seu produto, pois cria uma conexão – mesmo que inconsciente – com o seu cliente. Felizmente (ou não) hoje você não precisa ir para Roma se quiser colocar seu produto em frente ao Coliseu. Você também não precisa ficar limitado ao Photoshop. Hoje temos as Imagens Geradas por Computador (conhecidas como CGI, ou Computer Generated Imagery).

A técnica possibilita ao marketing ter flexibilidade para apresentar seus produtos exatamente como a empresa deseja que seus clientes os vejam. O melhor de tudo é que com CGI as imagens podem ser utilizadas não apenas como fotos de produtos em websites ou materiais impressos, elas podem também ser inseridas em comerciais de TV, anúncios digitais e vídeo marketing (com adaptações para a linguagem de cada meio).

2 – Mostre todos os ângulos do produto

Quanto mais detalhadas forem as imagens, mais seu público entenderá o valor do produto e menos perguntas terá. Aqui você também pode utilizar da tecnologia para dar uma alavancada nas suas imagens de produtos. Com a Realidade Aumentada, por exemplo, o cliente consegue interagir com o produto de forma imersiva, visualizando diferentes ângulos e até conseguindo “entrar” no produto.

3 – Use alta resolução sempre

Além de demonstrar melhor o produto, imagens de alta resolução ficam mais nítidas em telas de retina (dispositivos Apple) e tornam melhores as capacidade de adicionar um recurso de zoom no caso de websites. Para você ter uma ideia, aqui na Signia todos os arquivos são gerados em alta qualidade (6.000 x 6.000 pixels) e têm extensões compatíveis com aplicações diversas, como impressos, site etc.

Quer saber mais sobre imagens de produtos?

Boas imagens de produtos têm muito mais chances de se tornarem virais em mídias sociais do que textos. Sabemos que pessoas reagem emocionalmente a sugestões visuais, então, seja para inserir a imagem em um e-commerce, catálogo, anúncio ou vídeo marketing, sua missão é garantir que a imagem seja de qualidade e acione os sentidos do seu público-alvo.

Caso queira saber mais sobre o assunto, entre em contato e converse conosco. Aproveite que está aqui e conheça nossos outros materiais no blog da Signia Digital. E se este artigo foi útil a você, fique à vontade para compartilhá-lo com seus colegas.