Experiências imersivas em feiras de negócios: atraia compradores

Experiências imersivas em feiras de negócios

Para sobreviver em épocas de constantes avanços tecnológicos é preciso reinventar-se. Isso se aplica a todos os tipos de negócios. A questão é tão séria, que até os museus já perceberam que precisam adequar-se a um novo momento. Hoje, muitos deles focam nas experiências dos visitantes.

Nos Estados Unidos, espaços como Museum of Ice Cream e Color Factory são conhecidos por serem interativos. No Brasil, temos o Museu da Gente Sergipana, em Aracaju, com o mesmo conceito. Exemplos como esses podem ser vistos mundo afora, graças à utilização de tecnologias como Realidade Aumentada e Realidade Virtual.

Bom, mas se os museus estão se reinventando, por que não pegarmos esses exemplos como inspirações e levarmos o conceito às feiras de negócios?

A importância das experiências imersivas nas feiras de negócios

Não importa se estamos tratando de mercado B2B ou B2C. Tenha em mente que o consumidor ou o cliente se sentirá mais atraído pela sua empresa se conseguir interagir com sua marca. Isso significa fazer seu público se divertir e, garantimos, a regra vale para qualquer tipo de empresa.

Em uma feira de negócios o visitante é bombardeado por estandes de diversos tamanhos e que oferecem os mais variados brindes, folders etc. Ninguém que visita uma feira vai conseguir lembrar de todos os expositores com clareza de detalhes. Para que sua empresa não caia no esquecimento e não seja mais uma expositora nos corredores do evento, a dica é tornar o seu espaço interativo.

Exemplos de experiências imersivas em feiras de negócios

Em uma feira de negócios é comum termos demonstrações e testes de produtos/equipamentos. Muitas vezes, eles são difíceis de transportar ou são muito frágeis. Nesse sentido, Realidade Aumentada (RA) e/ou Realidade Virtual (RV) são tecnologias indicadas, pois:

  • Eliminam os altos custos envolvidos no transporte dos produtos/equipamentos;
  • Evitam um acidente que possa ocorrer no momento que o visitante analisa e utiliza o produto/equipamento; e
  • Permitem o engajamento (interação) do consumidor com a marca/produto/equipamento.

Com a RA seus produtos são visualizados em modelos 3D, sendo que o visitante pode interagir manipulando e movendo o produto em um ambiente virtual.

A Realidade Aumentada em feiras de negócios não apenas mantém todos os visitantes do estande envolvidos, como também possibilita a entrega de mensagens que ficarão marcadas nas mentes das pessoas. Isso é possível porque a RA cria ambientes virtuais que se transportam para o mundo real.

Se a Realidade Aumentada coloca uma camada virtual no ambiente real, a Realidade Virtual faz com que os visitantes do seu estande possam ser levados para outro lugar (e também possibilita uma experiência que não sairá tão cedo da cabeça do cliente). Uma empresa de turismo, por exemplo, pode utilizar óculos de RV para transportar os participantes para as cidades e países que a agência oferece em seus pacotes.

Em feiras de negócios os expositores distribuem folders e catálogos de produtos. Já pensou oferecer um catálogo diferente e muito mais atrativo? Isso também é possível com a Realidade Virtual e falamos mais aqui.

Dica Signia Digital: Neste artigo demos alguns exemplos de como proporcionar experiências imersivas em feiras de negócios por meio de RA e RV. Não explicamos como funcionam ambas as tecnologias, mas caso interesse a você, sugerimos a leitura do artigo “O que é Realidade Aumentada e como ela funciona?”.

Para fechar: dicas para uma experiência de sucesso

A fim de que a experiência imersiva realmente seja positiva tanto para os visitantes do seu estante quanto para a sua empresa, é importante cuidar com algumas questões:

  • Foque na mensagem: a experiência deve partir da mensagem que a marca quer transmitir. Por isso, antes de pensar na estratégia, ou seja, em como levar a interatividade ao seu estande, defina a mensagem.
  • Fácil de usar: quanto mais fácil for para os participantes se envolverem, maior será a probabilidade de eles saírem do evento com sua marca na cabeça.
  • Conectividade: atenção ao WiFI em seu estande, uma vez que muitas experiências imersivas dependem da internet.
  • Conecte a mensagem com as emoções dos participantes: faça com que a experiência imersiva tenha um conteúdo emocional (falamos no assunto em nosso post sobre Mood Marketing).

Por fim, não esqueça que: em feiras de negócios se destacar entre centenas de expositores é essencial. São as experiências imersivas que permitem à sua empresa deixar uma memória duradoura nas mentes dos visitantes.

Caso queirasaber mais sobre o tema, que tal bater um papo conosco? Deixe um comentário ou entre em contato. E já que está aqui, acesse nossos outros materiais no blog da Signia Digital.