DXP: conheça a Plataforma de Experiência Digital

Se de um lado marcas buscam por ações para aumentar o engajamento, por outro os clientes esperam experiências digitais consistentes e relevantes em todos os pontos de contato. Para isso, existe atualmente o que ficou conhecido como plataforma de experiência digital (ou DXP, da sigla Digital Experience Platform).

Entenda, neste artigo, um pouco mais sobre o que é e para que serve esta tecnologia.

O que é plataforma de experiência digital?

De acordo com o Gartner, uma plataforma de experiência digital (DXP) é:

“Um conjunto integrado de tecnologias, com base em uma plataforma comum, que fornece a uma ampla gama de audiências acesso consistente, seguro e personalizado a informações e aplicativos em vários pontos de contato digitais. As organizações usam DXPs para criar, implantar e melhorar continuamente sites, portais, dispositivos móveis e outras experiências digitais. Os DXPs gerenciam a camada de apresentação com base na função, privilégios de segurança e preferências de um indivíduo. Eles combinam e coordenam aplicativos, incluindo gerenciamento de conteúdo, pesquisa e navegação, personalização, integração e agregação, colaboração, fluxo de trabalho, análises, suporte móvel e multicanal”.

Para que serve uma DXP?

Empresas utilizam uma variedade de tecnologias para servir a um propósito essencial: o engajamento do cliente. Para isso, as organizações precisam saber quais são os gostos, as necessidades, os problemas e as experiências de seu público-alvo. É justamente por meio de uma DXP que várias tecnologias convergem e a empresa, por sua vez, consegue ter uma melhor interação com seu cliente.

Assim, entendemos que o objetivo das DXPs é garantir uma excelente experiência para os usuários, em todos os seus canais digitais e ao longo de toda a sua jornada. O assunto tem recebido tanta importância, que de acordo com um artigo publicado aqui, espera-se que até 2025 o tamanho do mercado da plataforma de experiência digital global atinja US$ 15,7 bilhões.

Este aumento, conforme cita o mesmo artigo, pode ser explicado graças a uma confluência de fatores como transformação digital e disrupção. Além disso, há o fato de que várias empresas agora estão reestruturando suas práticas de negócios para serem altamente orientadas para o cliente.

Por que sua empresa precisa de uma plataforma de experiência digital?

As vantagens de uma DXP são várias. Uma dela é que as plataformas foram desenvolvidas com o objetivo principal de ajudar uma empresa a criar um relacionamento significativo com seu público-alvo durante todo o ciclo de vida do cliente.

Outro benefício importante das plataformas de experiência digital está na capacidade de alcançar e entregar conteúdo para vários dispositivos, incluindo dispositivos móveis, computadores, IoT, mídias sociais, e-mails e outros.

Uma DXP também conta com integrações aprimoradas, o que na prática significa que ela pode integrar-se a dados novos e existentes para otimizar o conteúdo de acordo com as necessidades dos clientes. Dessa maneira, para quem atua em um segmento que depende de altos níveis de personalização do cliente para se destacar, a plataforma de experiência digital pode ser uma ótima alternativa.

À lista de vantagens vale a pena acrescentar a criação de um relacionamento omnichannel, pois essas plataformas possibilitam a unificação de todos os meios de contato com o cliente. Isso significa que por meio de uma DXP a empresa consegue oferecer uma experiência integrada entre marca e público-alvo.

Não podemos esquecer ainda que DXPs oferecem mais controle de negócios. Isso porque foram projetadas para integrar-se às plataformas de marketing, comércio eletrônico e suporte ao cliente, além de outras soluções em tempo real. Com isso, marcas passam a ter mais controle na maneira como interagem com seus clientes.

Como funciona uma DXP?

Entendemos que uma DXP permite que as empresas entreguem conteúdo em pontos de contato em mídias sociais, banners online, e-commerce etc.

Para isso, a plataforma aproveita a inteligência artificial (AI) e o aprendizado de máquina (ML – machine learning), e processa e analisa os históricos de pesquisa, navegação e compra dos consumidores, juntamente com suas interações nas mídias sociais, localização e dados demográficos.

Dessa modo, a DXP pode antecipar o que seus clientes estão interessados em comprar e, em seguida, fornecer conteúdo e oportunidades relevantes para eles quando estiverem prontos para tomar uma decisão.

Sua empresa precisa de uma plataforma de experiência digital?

As vantagens das DXPs são bem expressivas, mas isso não significa que a plataforma de experiência digital seja algo que sua empresa precisa no momento. Para saber se está na hora de realizar o investimento, você pode responder as perguntas a seguir:

  1. Quantos pontos de contato a empresa possui? Se possui vários pontos de contato digitais, uma DXP pode significar ganho de tempo, esforço e energia.
  2. Sua empresa está inserida no ambiente digital? Os DXPs funcionam para empresas online, independentemente de terem ou não uma loja de varejo.
  3. Sua marca possui um público diversificado? Se sua organização possuir diferentes públicos, uma DXP pode ser de muita utilidade para segmentar os clientes e alcançá-los onde eles desejam ser alcançados.
  4. Sua estratégia de marketing prevê experiências de clientes diferenciadas? Se a resposta for sim, uma DXP pode ser indicada ao seu negócio.

No caso da sua empresa querer investir em plataforma de experiência digital, sugerimos começar com uma pesquisa nos fornecedores indicados pelo Gartner para que possa ter uma ideia melhor sobre as funcionalidades que você deve buscar.

Concluindo

Plataformas de experiência digital permitem que marcas entreguem conteúdo direcionado e experiências personalizadas com base nos perfis dos clientes em uma ampla variedade de pontos de contato digitais.

Colocando em outros termos, podemos dizer que uma DXP reúne diversas ferramentas que possibilitam às empresas criar, implantar e melhorar continuamente websites, portais, dispositivos móveis e outras experiências digitais.

Como procuramos mostrar, uma boa plataforma de experiência digital:

  • Possibilita o engajamento ativo do cliente em todos os dispositivos ao longo da jornada do usuário.
  • Aumenta a aderência e fidelidade do cliente.
  • Oferece uma visão unificada de todas as interações, atividades e dados do cliente em vários aplicativos.
  • Oferece mais informações sobre o comportamento do cliente, interesses, histórico de transações, ajudando a direcionar o conteúdo e campanhas a partir dessas informações.

Gostou do artigo? Para mais conteúdo como este, confira o Insights, o blog da Signia Digital.

Voltar