O que é renderização 3D? (e por que renderizar?)

Em 1960, William Fetter precisava simular o espaço necessário em um cockpit. Para isso, ele criou a representação de um piloto, tornando-se a primeira pessoa a criar uma criatura humana em modelo 3D. Três anos depois, Ivan Sutherland, conhecido hoje como o Pai da Computação Gráfica, desenvolveu o Sketchpad, o primeiro programa de modelagem 3D.

Já nos anos 1970, o pesquisador Martin Newell criou um modelo de teste 3D que se tornou uma renderização padrão. Chamado de o “Utah Teapot”, o bule de chá (que também recebeu o nome de Newell Teapot) tornou-se icônico na área.

De lá para cá ocorreram muitos avanços no campo da computação gráfica. Hoje podemos ver imagens tão perfeitas que nos fazem pensar se a figura na nossa frente é uma foto de um objeto real ou uma imagem criada no computador.

Para entender melhor como isso funciona, convidamos você a conhecer o que é renderização 3D e quais são benefícios.

O que é renderização 3D?

A renderização 3D é oprocesso envolvido na geração de uma imagem tridimensional por meio de programas. Para isso, são utilizados dados provenientes de um arquivo de engenharia (arquivo CAD) ou especificações de um produto físico.

O processo de renderização ocorre dentro de um software que calcula luz, cor, sombras e textura para criar imagens 3D hiper-realistas com precisão de detalhes. Portanto, uma imagem renderizada em 3D é perfeita, e justamente por isso pode ser difícil (e às vezes impossível) distinguir a diferença entre ela e uma fotografia real.

Desde o começo da história, em 1960, até hoje, várias técnicas de renderização foram desenvolvidas. Contudo, o objetivo permanece o mesmo: capturar  uma imagem com o máximo de realismo possível.

Ainda para esclarecer um pouco mais sobre o que é renderização 3D, como contamos neste artigo, a técnica é usada principalmente em projetos arquitetônicos, videogames, filmes animados, simuladores, efeitos especiais de TV, visualização de design e para materiais de divulgação de empresas (como em imagens e vídeo marketing). Ela também é bastante difundida para a visualização e estudo de protótipos.

Como você pode ver, a modelagem e a renderização 3D são altamente flexíveis, o que significa que é possível criar uma renderização em 3D de praticamente qualquer coisa.

Como ocorre o processo de renderização 3D?

Entendido o que é renderização 3D precisamos compreender como o processo ocorre. Como é tudo muito técnico, tentaremos explicar de maneira simples e resumida.

Para começar, o artista 3D precisa entender o projeto, saber o que o cliente espera e quais são seus objetivos. Alinhado isso, o profissional utiliza esboços e imagens de referência fornecidas pelo cliente.

Com as imagens de referência e os dados necessários, vem a modelagem 3D, etapa na qual o artista utiliza um software especializado para criar um modelo digital. Em seguida, o profissional aplica imagens aos modelos para torná-los o mais realista possível. É nesta etapa que ele define, por exemplo, se algo na imagem será fosco ou brilhante, como será a rugosidade das superfícies, entre outros parâmetros.

A configuração das luzes na cena 3D também é importante, e a mesma deve replicar a iluminação do mundo real. Este processo é bem parecido com o de um fotógrafo que precisa verificar a iluminação antes de fotografar. A diferença é que o artista 3D tem que configurar a luz do sol e a iluminação em um ambiente virtual.

Por fim, o programa de computador gera a imagem (semelhante ao momento que um fotógrafo tira uma foto no mundo físico).

Quais os benefícios da renderização 3D?

Agora que você sabe o que é renderização 3D e como ocorre o processo, vem a pergunta: por que renderizar?

Em outros momentos aqui nos InSights já falamos das vantagens da renderização. Para que você consiga entender 100% o tema, observe que com a renderização 3D é possível:

  • Ter acesso a tudo, desde objetos sofisticados a locais exóticos e paisagismo perfeito;
  • Não depender do produto físico para fazer o material de marketing;
  • Mostrar o seu produto onde você quiser e da maneira que você quiser, ou seja, no topo de uma montanha, em outro país, no fundo do mar ou em cores e estilos diferentes;
  • Criar o impossível, seja um ambiente específico ou até outros objetos;
  • Mudar de ideia ou ajustar a iluminação sem precisar configurar outra sessão de fotos;
  • Gerar mais engajamento;
  • Utilizar as imagens em praticamente qualquer mídia de marketing que você possa imaginar (embalagens de produtos, catálogos, anúncios impressos, feiras, vídeos, outdoors etc.).

Além do que foi citado vem outro aspecto importantíssimo: a renderização 3D elimina a necessidade de gastar tempo e dinheiro com sessão de fotos.

Ainda tem dúvidas sobre o que é renderização 3D?

Caso você queira saber mais, deixamos aqui duas recomendações de posts:

Para visualizar e entender melhor o que é renderização 3D, confira também alguns exemplos. Neste link reunimos alguns de nossos projetos. Dê uma olhada nos.

Voltar